Sindisaude
54 3221.7453
54 9635.0765
10 de Junho, 2019

CNTS orienta federações e sindicatos por adesão à greve geral

No dia 14 de junho teremos a greve geral da classe trabalhadora, convocada no dia 1º de maio pelas centrais sindicais, que terá como pauta central a luta contra a reforma da Previdência do governo Bolsonaro. Por conta disso, a CNTS orienta federações filiadas e sindicatos vinculados a participarem da greve geral em vista aos ataques do governo aos direitos previdenciários, trabalhistas e sociais da população.

A Proposta de Emenda à Constituição – PEC 6/2019 prejudicará a população mais pobre, os trabalhadores, as mulheres, professores, trabalhadores rurais e os que recebem benefício assistencial. A reforma tem por objetivo acabar com a aposentadoria, aumentando a idade para homens e mulheres, além de diminuir e congelar o valor dos benefícios. Ao trabalhador está imposta a conta que não é dele. A CNTS entende que a unidade dos movimentos sindical e social se faz necessária e urgente para mobilizar o Congresso Nacional a alterar a proposta do governo Bolsonaro.

A CNTS entende ainda que o movimento sindical precisa estar forte contra as tentativas de subjugar os direitos dos trabalhadores aos interesses do capital e somente com ações conjuntas e pauta unificada será possível enfrentar as ameaças que se avizinham. Nesse sentido, orienta suas federações filiadas e sindicatos vinculados a participarem das mobilizações, respeitando-se as decisões e situações diferenciadas em cada localidade, e também os limites estabelecidos nas legislações vigentes para quem executa serviços essenciais.

 

VOLTAR PARA LISTA DE Banner Notícias